Casa Concert za 16 apr 21:00 "FLORESCER" by Luiza Meiodavila

 10,00

16 april 2016
Aanvang 21.00 uur
Deur open 20:30

Op voorraad

Beschrijving

About Luiza
Born and raised in São Paulo, Brazil, Luiza grew up in a residential neighborhood surrounded by nature, flowering her senses and translating them into music since the beginning of her musical journey – at the age of 4 – when she started studying flute in school. At 10, she initiated her singing classes with the tenor Etor Rivero, which led to her first recordings, accompanied by Luiz Bueno, from the instrumental duo Duofel.

At the age of 19 Luiza entered the undergraduate performance course at Souza Lima & Berklee, where she attended classes with Sizão Machado, Nenê, Jarbas Barbosa, Vitor Alcântara, Pedro Ramos, Débora Gurgel, Casey Scheuerell, George Russel Jr,…and also extracurricular classes with the pianist Silvia Góes and the vocal coaches Tutti Baê and Wagner Barbosa.

Florescer
The imersion in jazz and brazilian music added a lot to her vocabulary, and influenced Luiza to start producing her first EP, named “Florescer” – which means “bloom”, as in the development and flowering of a plant. Along with Lipe Torre – composer/guitarrist – and Zé Victor Torelli – sound engineer/guitarrist – , Luiza choose 6 songs to propose a dialog between the brazilian popular music (MPB), jazz and pop music, and chose to artisticly substitute her last name “Mitteldorf” (german for village in the middle) for the freely portuguese translated “Meiodavila”. Along with the trio – who played and produced the album, Luiza reunited some renowned musicians, such as Walmir Gil (flugelhorn) and Jarbas Barbosa (guitar) – only in the album recordings – and Cuca Teixeira (drums), who is part of her band, that also counts with Gabriel Gaiardo (keys), Felipe Galeano (bass) and Renan Cacossi (saxophone/transversal flute). The album was mixed by Luis Paulo Serafim and mastered by the grammy award-winning Mike Couzzi.

The album had a positive reception with the major brazilian press, such as Rolling Stone Brasil magazine, Billboard Brasil, Estação Aeroporto magazine, ISTOé magazine, São Paulo magazine (Folha), the newspaper Folha, and also got featured on television in the Jornal da Record News, Estúdio PlayTV and as one of the 7 singers to participate in the show “Na Voz Delas”, from the BIS channel. Luiza also performed in the project Sofar Sounds, the Soul Mates Festival, the Estúdio Showlivre, and music venues like Tom Jazz, Sesc Sorocaba, FNAC Pinheiros, among others.

Luiza Meiodavila @ MUNGANGA:
Luiza Meiodavila – vocals // voz
Lipe Torre – semi acoustic guitar and vocals // guitarra semi-acústica e voz
Zé Victor Torelli – acoustic guitar // violão
Renan Cacossi – saxophone and transversal flute // saxofone e flauta transversal

Website ~ http://www.luizameiodavila.com.br
Facebook ~ facebook.com/luizameiodavila
Youtube ~ youtube.com/luizameiodavila
Instagram ~ instagram.com/luizameiodavila
Twitter ~ twitter.com/luizameiodavila
Youtube ~ https://goo.gl/k90Sh2
Spotify ~ https://goo.gl/Lwtevk
iTunes | Apple Music ~ https://itun.es/br/zfof-
Deezer ~ http://goo.gl/VZsa2q
Soundcloud ~ https://goo.gl/OOiVJl
Google Play ~ https://goo.gl/uU85gT
Amazon ~ http://goo.gl/L8hDi7

PORTUGUÊS
LUIZA MEIODAVILA
luiza
Nasceu e cresceu na zona sul de São Paulo, em um bairro residencial e rodeado pela natureza, aflorando seus sentidos e traduzindo-os desde cedo através da música. Filha de Rita Selke, artista plástica, e Klaus Mitteldorf, fotógrafo, o rumo não podia ser outro. Iniciou sua jornada musical aos 4 anos, quando começou a tocar flauta doce na escola. Aos 10, optou por se aprofundar na sonoridade das flautas, passando pela contralto e chegando então à flauta transversal. Em paralelo, Luiza iniciou suas aulas de canto com o tenor Etor Rivero.

Fez sua primeira gravação aos 12 anos – em uma viagem de final de ano com amigos da mãe – liderada por Luiz Bueno, do duo instrumental Duofel, na qual interpreta as canções “Como Uma Onda” (Lulu Santos/Nelson Motta) e “Dia de Domingo” (Michael Sullivan/Paulo Massadas). Motta) e “Dia de Domingo” (Michael Sullivan/Paulo Massadas).

Aos 19 anos ingressou na Faculdade Souza Lima & Berklee, no curso de bacharelado em performance onde, inspirando e expirando música em seu cotidiano, se apaixonou pelo mundo do jazz e da música brasileira, que acrescentou um grande vocabulário para sua identidade, que também carrega grande afinidade com o rock, soul e pop. Participou de práticas de banda lideradas por mestres como Sizão Machado, Nenê, Jarbas Barbosa, Vitor Alcântara e Pedro Ramos, absorvendo muitas dicas e opiniões que modelaram seu estudo.

Passou a fazer aulas de técnica vocal com Tutti Baê, que lapidou sua voz, e também aulas de harmonia com a pianista Sílvia Góes. No fim do primeiro ano de faculdade, conheceu Lipe Torre, imediatamente se identificando com suas composições e sonoridade. Junto com seu namorado Zé Victor Torelli, guitarrista e engenheiro de som, se uniu a Lipe em busca de fazer música que a traduzisse. Após dois anos, procurando otimizar seu foco, saiu da faculdade, mantendo em sua rotina somente o acompanhamento vocal com Wagner Barbosa.

Florescer
Adotou o nome artístico Luiza Meiodavila e idealizou seu primeiro disco, que simboliza acima de tudo, a concretização de tudo que viveu e aprendeu. A beleza deste processo, no entanto, é tão emocionante quanto o produto final…por isso o disco leva o nome “Florescer”.

Dividindo a produção com Lipe Torre e Zé Victor Torelli, o EP é formado por seis músicas, dentre as quais uma é de autoria própria, quatro são de autoria do Lipe, e a sexta é uma releitura de um chorinho de Jacob do Bandolim, gravado em ska. Antes mesmo de gravar o disco, o single “Romance de Novela” (Lipe Torre) levou o terceiro lugar no Prêmio Sorocaba de Música, além de muitos elogios dos então presentes, entre eles o compositor e pianista Francis Hime.

Com os músicos Cuca Teixeira na bateria, Gabriel Gaiardo no piano, Felipe Galeano no baixo, Lipe Torre e Zé Victor Torelli nos violões e guitarras, Renan Cacossi no saxofone e na flauta, e com participações de Jarbas Barbosa na guitarra e Walmir Gil no flugel, toda expectativa é pouca. A mixagem foi feita pelo grande Luis Paulo Serafim, e a masterização leva a assinatura de Mike Couzzi, que leva Grammys em sua babagem. Para finalizar, a arte é assinada pelo studio kaju.ink.

Luiza Meiodavila @ MUNGANGA:
Luiza Meiodavila – vocals // voz
Lipe Torre – semi acoustic guitar and vocals // guitarra semi-acústica e voz
Zé Victor Torelli – acoustic guitar // violão
Renan Cacossi – saxophone and transversal flute // saxofone e flauta transversal

Sinds1987